segunda-feira, julho 10, 2006

GUERREIROS DO ARCO IRIS


Faz hoje 21 anos que o navio da Greenpeace, "Rainbow warrior", foi afundado num porto da Nova Zelândia, com uma bomba colocada por agentes da DGSE francesa. O fotógrafo português Fernadno Pereira moreeu na explosão. Uma verdadeira história de espionagem que envolvia os serviços secretos franceses e experiências nucleares no Pacifico Seguiram-se concerto de tributo e a exposição do caso na imprensa. O novo "Rainbow warrior" esteve na Nova Zelândia a receber visitantes durante as comemorações dos 20 anos passados sobre o ataque.

2 Comments:

Blogger olharapo said...

Parece que no passado dia 5, voltaram a torpedear outro "Rainbow"....

12:48 da tarde  
Anonymous primo do adamastor said...

a sério? caro olharapo essa nã osabia eu. Deve ser uma coisa tipo comemoração dos 20 anos

2:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home