quarta-feira, junho 28, 2006

O paraíso no céu

Estava muito bem a conduzir o meu carro quando reparei numa nuvem particularmente bonita. Fiquei um bocado hipnotizada e quando dei por mim já estava a ser agarrada por uma força magnética que me puxou em direcção ao céu. A primeira coisa que me chamou a atenção foram os ruídos.. gemidos sexuais... não havia margem para dúvidas..estava ali a acontecer alguma coisa excitante. Girei a cabeça e vi-me rodeada de verdadeiros anjos do céu..morenos, altos, musculados, sensuais e...acreditem ou não, é verdade que os anjos TÊM SEXO!! E não é pouco, pelo que vim a descobrir. Fui recebida por uma belíssima anja, de dimensões grandes e pequenas nos sítios certos, que me cumprimentou com um abraço apertado, um beijo nos lábios.. disse-me que tinha chegado ao paraíso e fiquei feliz por perceber que afinal, o céu era um lugar muito melhor do que o inferno. Fez-me uma visita guiada onde constatei que os ouvidos não me tinham enganado, pois havia efectivamente orgias a acontecer por todas as nuvens do céu..Não me fiz rogada e ...entrei. Confesso que as asas são um empecilho...mas disseram-me que também permitem dar umas cambalhotas no ar que tive pena de não chegar a experimentar. Estava a passar a melhor tarde da história da minha vida quando qualquer coisa me fez despertar. Tinha tido um acidente de automóvel e estava toda partida, numa ambulância, a caminho do hospital...

6 Comments:

Anonymous le_roi said...

- Ah!...

8:29 da tarde  
Anonymous riquinho said...

se conduzir não tenha sexo

9:45 da manhã  
Anonymous aliceemmarte said...

passarola em grandes voos!
olha, se puderes diz-me como se vai para esse paraiso, só assim para ir lá espreitar de quando em vez...

11:39 da manhã  
Anonymous sandokan said...

penso que umas diabinhas no ceu só podiam vir a ajudar a festa. Vamos fazer um abaixo assinado?

9:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Segundo o filme "60 segundos", não existirá nada melhor do que fazer sexo enquanto se rouba um carro... pode não ser exactamente a mesma coisa...mas o princípio é o mesmo!! Viva a velocidade???

6:23 da tarde  
Blogger passarola said...

segundo consta...o veículo pertencia mesmo à narradora e não houve excesso de velocidade nenhum... tudo se passou nos tempos certos...

7:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home