quinta-feira, junho 29, 2006

TERRAS "MARAFADAS"


Hoje a RTP, por volta das 03.30, presenteia-nos com "Badlands", a primeira obra de Terrence Malik, o realizador maldito. O horror de qualquer produtor, perfeccionista naquilo que filma, exasperante perante as pressões da indústria. Em mais de 30 e tal anos realizou somente 4 longas metragens assinadas. A sua primeira obra, de 1973, apresenta-nos um jovem irreverente Martin Sheen (armado em James Dean) e uma apaixonada Sissy Spacek, envolvidos em crimes violentos em fuga interminável pelo país.
Na minha opinião, "days of heaven" e "the thin red line" são as suas obras primas, estando incluida neste ultimo a melhor cena de medo de um soldado perante uma batalha. Mas em Badlands já encontramos algumas das imagens de marca de Malik, o encanto perante as paisagens a perder de vista, os planos de corte de extrema beleza. Oportunidade a não perder. Eu tive sorte, consegui ver em ecran grande na cinemateca.
E já agora se gostarem, saltem até ao cinema mais proximo e veja o seu ultimo filme "novo mundo".

quarta-feira, junho 28, 2006

O paraíso no céu

Estava muito bem a conduzir o meu carro quando reparei numa nuvem particularmente bonita. Fiquei um bocado hipnotizada e quando dei por mim já estava a ser agarrada por uma força magnética que me puxou em direcção ao céu. A primeira coisa que me chamou a atenção foram os ruídos.. gemidos sexuais... não havia margem para dúvidas..estava ali a acontecer alguma coisa excitante. Girei a cabeça e vi-me rodeada de verdadeiros anjos do céu..morenos, altos, musculados, sensuais e...acreditem ou não, é verdade que os anjos TÊM SEXO!! E não é pouco, pelo que vim a descobrir. Fui recebida por uma belíssima anja, de dimensões grandes e pequenas nos sítios certos, que me cumprimentou com um abraço apertado, um beijo nos lábios.. disse-me que tinha chegado ao paraíso e fiquei feliz por perceber que afinal, o céu era um lugar muito melhor do que o inferno. Fez-me uma visita guiada onde constatei que os ouvidos não me tinham enganado, pois havia efectivamente orgias a acontecer por todas as nuvens do céu..Não me fiz rogada e ...entrei. Confesso que as asas são um empecilho...mas disseram-me que também permitem dar umas cambalhotas no ar que tive pena de não chegar a experimentar. Estava a passar a melhor tarde da história da minha vida quando qualquer coisa me fez despertar. Tinha tido um acidente de automóvel e estava toda partida, numa ambulância, a caminho do hospital...

Eu, tu e todos os que conhecemos


Para quem não teve oportunidade para o ver no Indie, vai estrear a 6 de Julho o ME AND YOU AND EVERYONE WE KNOW, De Miranda July. Eu vi e acho que vale mesmo a pena.
Não me agarrou pela história mas apaixonei-me logo pelas personagens com pormenores verdadeiramente deliciosos. É um filme bonito, daqueles que é impossível não sair da sala de cinema com um sorriso tonto nos lábios e só por isso...vale mesmo a pena..
Podem procurar aqui e aqui mais informação sobre o filme e, enquanto não estreia, vão espreitar o trailer ... e pronto...lá estou eu com um sorriso idiota outra vez..

Vocês os dois, porque não mataram logo o Bill?

Ontem a meio do zaping tropecei-me com a menina Uma atrás do senhor Bill. Ao rever parte do filme certifiquei-me de que já é hora do amigo Tarantino pedir qualquer coisa parecida com a reforma.

O Jacky Brown preconizava um declínio de criatividade, Kill Bill confirma que os dias radiosos de Quentin acabaram, dando lugar à triste penumbra que assombra um realizador em declínio.

As referências tarantinescas (mais uns kung fus) continuam lá, mas ao contrário do que acontece nas suas obras-primas (reservoir fiction), estão coladas a cuspo em longas sequências de filme pouco sedutor, de recursos cinematográficos gastos, e uma estética forçada.

Por outro lado, os diálogos do autor – realizador, outrora famosos por serem super aliciantes e interpretados por personagens sedutoras, agora são desinteressantemente chatos. E confirma-se também, Uma Thurman é uma actriz que ultimamente demonstra não ter lá grande talento.

Para além de todos estes defeitos, o gajo ainda tem a lata de estender o filme, que se contava perfeitamente numa hora e meia, em dois longos volumes………………………..!

É o que dá a alguns artistas tornarem-se realizadores conceituados. Pensam que todo o material que filmam é válido. Quando, mesmo no pico da sua carreira, Tarantino teve de ceder aos conselhos da montadora, que por certo ele tanto estima, e reduzir algumas cenas de Pulp Fiction para metade.

È tudo. Não esperem pelo segundo volume.

BORA LÁ



Hoje estreia a 5ª serie do famoso 24. 22:30 na 2. viva!!!!viva, viva, viva!!!!!!!

terça-feira, junho 27, 2006

Problemas de comunicação

Continua a ser o meu assunto do dia e é coisa para ter muito mais para pensar do que normalmente se pensa.. Depois de não ter conseguido comunicar convosco à primeira, à segunda e mesmo à terceira... fiz aqui novas alterações que, se alguém tiver a paciência para reler, gostava de saber o que acham.. muito do agradecida...

O CHOQUE DO BUG


Nesta época de choques tecnológicos e mails para todos os gatos pingados de portugal nos CTT, os 4 olharapos, na sua sempre ardua tarefa, de educar o cibernauta desprevenido, apresenta-lhe......Tarammmmmmmmm: A génese do BUG (algo muito útil neste país, onde antes a culpa era atribuida aos vários governos cessantes, agora a culpa é do bug).
O conceito de bug surgiu ligado ao primeiro computador criado. O "mark 1". Um monstro do tamanho de uma sala, criado em 1944, em Harvard. Num determinado momento surgiu um problema. Os técnicos procuraram a sua origem, deram voltas e voltas e nada de descobrir o que provocava o problema. Afinal um assistente acabou por descobrir donde partia o mal. Era nada mais nada menos do que uma traça pousada numa das placas, provocando um curto circuito. A partir daí os erros informáticos passaram a ser conhecidos como BUGS.

EXEMPLOS

No ano do senhor de 678, foi eleito o papa Agatão, aos 100 anos de idade. Recebeu os títulos de "taumaturgo" e de "maravilhoso trabalhador", pelos numerosos milagres que realizou. É de gente desta que precisamos neste país. E ainda reclamam de continuar a trabalhar até aos 80.

segunda-feira, junho 26, 2006

UFA!!

Ainda sinto o peso de uma bigorna em cima do peito...
Retiro o que disse... não foi logo de início mas.. esta continua a ser a única série que me prende à televisão.

Sobremesa fatal

Ela e a amiga:
- Beeemmm!! Ainda tens estômago para essa fatia de bolo de chocolate, depois do que já comeste?
- Oh..para este e muito mais...daqui a um bocado, já tenho fome outra vez..
- Bolas!! Quem me dera...É verdade, ouvi dizer que tens um encontro, logo à noite?
- Oh... foi o Carlos que me meteu nesta e agora, não sei como hei-de sair..
- É uma seca, não é..mal nos divorciamos...começam-nos logo a inventar arranjinhos..
- Como se isso não fosse a última coisa que nos apetecesse... olha..só espero que a comida seja boa..
__
Ele e o amigo:
- Com que então um encontro, heim?
- A ver se é desta... já gostava de ver outra almofada na minha cama...
- Vai correr bem, vais ver ..olha.. tu não vais comer isso?
- Não..se quiseres.. força!
- Mas tu... estás sempre de dieta?
- Ópá... já não me bastava ter diabetes... agora descobriram-me uma bactéria no estômago.. não posso comer quase nada..já'tou a desesperar
- Mentira!! Tu não queres é engordar, que eu sei...
- Não gozes...estou mesmo a dar em maluco...não é nada fácil..
- E como é que vais fazer logo à noite?
- Ah...sabes como é que elas são.. com o medo de engordar..não devo ter problemas..
- Ah pois.. senão, é uma tortura...
__
Ela e Ele, ao jantar, muitos pratos demasiado apetitosos depois:
Empregado – E para sobremesa, o que é que vai ser?
Ela – Ummmm... estou indecisa...esta “Delícia Suprema”... como é que é feita?
Empregado – é feita em várias camadas, primeiro leva biscoito esmigalhado em manteiga, coberto por um doce divinal à base de ovos e amêndoas, tudo bem regado com uma deliciosa camada de chocolate belga derretido em brandy e, para finalizar...
Ele – FODA-SE!! Agora já é demais!! – atirou com o guardanapo para cima da mesa, deixou uma nota choruda e foi-se embora sem dizer mais nada.

Stoned (A pedra)


Na sala entrei em busca de um filme,
E nada de parecido encontrei.
O que era aquilo?
Ainda não sei…

Procurar a resposta,
Era coisa que sentido não fazia.
Então para que servia?
Bela bosta…

Qual então o objectivo
De tamanha ousadia.
Abandonar o público em plena apatia?
Vomitivo…

Assim acabo o meu protesto
Em forma de poesia
Espero que seja do vosso apreço
Embora sem rima o tenha terminado.

Kinder Mecanique

GOLOOOOOOOOOO!

Na Alemanha esteve a decorrer o mundial de futebol de robots. Portugal derrotou a China na final do campeonato. A equipa formada por elementos da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e da Universidade de Aveiro coordenou os robots durante o jogo chegando ao resultado de 0-1. Foram ensaiadas manobras tácticas ou de posicionamento estratégico no relvado. A organização do evento em Bremen reuniu mais de 400 equipas de todo o mundo. Somos os campeões do mundo. Agora só falta o outro ...mundial. As laranjas já lá vão!!!

A PEDALAR.


Os Holandeses gostam muito de bicicletas. E hoje os olharapos dedicam-lhes este post, para apaziguar as tristezas que lhes provocamos ontem. Foi em 26 de Junho de 1819 que a bicicleta foi patenteada. Embora segundo alguns historiadores, Leonardo Da Vinci tenha desenhado esboços de um estudo que nos mostra o mecanismo fisico principal de uma bicicleta. Mais tarde o barão von Drais inventou a Draisienne, uma bicicleta quase toda construida em madeira ainda sem pedais e movida pelos pés acentes no chão.

Mais que feito...




... MUITO BEM FEITO!!!

domingo, junho 25, 2006

A importância de ter ou não tomates

- ainda sobre o Hard Candy

Não...não houve um encontro de olharapos na mesma sala de cinema e os amigos que foram comigo não são monstros. O filme é realmente extraordinário e só tive pena que não me tivesse dado a volta ao estômago que tem dado à maioria das pessoas... mas também com o excesso de queijo que vai aqui para dentro, infelizmente, já devo estar imune a emoções fortes. É verdade, o filme falou-me mais à cabeça que às emoções e há muito tempo que não acontecia ir ver um filme que desse azo a tantas horas de conversa pós sessão... Agora, a minha descoberta da noite, o que me deixou plena de satisfação, foi ter ido com um amigo que reagiu a este filme da mesma forma que eu reajo aos filmes deste senhor. “Não, não é possível uma personagem aguentar aquilo tudo sem dar a volta..” - foi o pensamento dele durante todo o filme. Toda a reacção dele ao percurso da personagem masculina, a forma como se mexia e remexia na cadeira é semelhante à forma como eu sinto necessidade de fazer um forward nos momentos em que as personagens femininas são pontapeadas e pontapeadas outra vez nos filmes do outro senhor (de onde excluo a fabulosa série que ele escreveu para a TV que tem coisas maravilhosas). Faço esta comparação com a consciência que são trabalhos completamente incomparáveis mas, acho fabulosa a forma como tudo em nós interfere com a maneira como digerimos aquilo que recebemos. Será que se tivesse tomates a minha reacção emocional ao filme seria outra? É provável.. Também é provável que o monstro kinder.mecanique tenha perdido a sua oportunidade de criticar este filme mas... vê-lá se vais ver de uma vez para podermos falar sobre isso...

DOCES PECADOS


Não me quero imiscuir no "monstruoso" trabalho de critica cinematográfica do olharapo kinder mecanique, mas não posso deixar de fazer referência a esta excelente obra cinematográfica que é "Hard candy" de David Slade. É possivel construir uma história emocionante só com dois personagens, em dois ou três sets e praticamente sem cenas de acção? e aguentar o espectador durante quase duas horas na sala de cinema sem que este se canse ou perca o interesse?
SIM. É possivel. E David Slade consegue-o com o seu trabalho "Hard candy".
A partir de um encontro marcado em sala de Chat na internet, um fotografo envolve-se com uma teenager ingénua. É a metáfora do lobo mau e do capuchinho vermelho. Praticamente só com texto e uma habil montagem, planos muito proximos e ambientes fechados, a história vai crescendo e surpreendendo a cada momento.
Após alguns trabalhos em video e uma primeira curta de ficção cientifica "Do Geese See God?", este filme é a estreia nas longas metragens deste realizador. E que estreia! Prémio melhor pelicula, melhor guião e prémio do público no grande festival de Sundance 2005. Com o soberbo trabalho de dois actores algo desconhecidos do grande público, Patrick Wilson e a excelente jovem Ellen Page (que vimos à pouco tempo no x-men 3) .
E eu que já desesperava por bom cinema, sustentado por um bom argumento. Afinal ele existe. E está aqui. A não perder. Mesmo!

quinta-feira, junho 22, 2006

Agora vejam lá se não é melhor assim...

“É um espectáculo diferente..” “interessante mas muito difícil..” “senti que precisava de mais pistas” “pois...qualquer coisa..” “É que nem o título ajuda..” “Ela tem tanto para dar..” “oh...mas não quer... não quer revelar nada..”
- O que é q’ela quer, então? – perguntei eu na minha mais completa ingenuidade, deixando as minhas amigas chocadas.
- O que é q’ela quer?
- sim... o que é que quer transmitir..
- “é um espectáculo diferente...”
- “interessante mas muito difícil..”
- “senti que precisava de...”
- então.. mas se ela não consegue, ou não quer, transmitir nada e vocês estiveram o tempo todo a olhar para o tecto e a pensar quando é que aquilo acabava... é porque não foi bom.. – olharam escandalizadas para mim e mudaram de assunto para outro espectáculo, outra artista.
- É verdade, também gosto muito dela... vocês sabiam que ela também vai apresentar qualquer coisa com mais malta...vários autores com pequenas peças? - Não sabiam nem mostraram curiosidade em ir ver – pois... eu também não a via neste barco mas pode ser interessante.. – comentei..
- Ah sim.. ela consegue de certeza, não a vias ali porque é um bocadinho mais profunda .. (pelo tom de voz, percebi que este comentário não era para ela.. não era para os outros ... era para a minha superficial avaliação do primeiro espectáculo)
- sim... ela não vai fazer uma piada à volta da palavra Merda..
AIQUENERVOS!! QUERAIODEGENTEMAISPRECONCEITUOSA!!!
- Nem ela, nem os outros.. vocês conhecem o trabalho de algum dos outros autores? Eu conheço e sei exactamente o que pensar sobre os trabalhos deles...é que ... melhor ou pior, todos têm a capacidade de comunicar com que paga bilhete para ir ver um texto deles...

Quero partilhar convosco o seguinte:

-はいアンペア時。 それは確実性のそれではなく1つがより深いbocadinhoであるので方法そこに得る。 (声の調子のために、私はこの論評がそれのためでなかったこと感知した。 それは最初espectáculoの私の表面的な評価のため他のため…だったでなかった) -はい…単語の排泄物のリターンに冗談を作ることを行かない。 AIQUENERVOS! QUERAIODEGENTEMAISPRECONCEITUOSA! -そしてvocês他の著者の何人かの仕事を知っているか。 それは私がexactamenteを何をそれらの仕事で考えればいいのか……よりよくかより悪い、すべてにそれらのテキストを見ることを行くために彼らその支払済の切符と伝達し合う容量が…あることである知り、知っていることである

quarta-feira, junho 21, 2006

MAITRE......

..............tenho um esférico no meu chili!

terça-feira, junho 20, 2006

Casas... com futuro?

Ao sorrir para o sistema de identificação, ele sente-se feliz por viver nestes tempos onde já não é necessário tocar em chaves porcas para entrar em casa. A casa digital abre-lhe a porta.

Ela poisa na rua suja os sacos do supermercado, enquanto procura as chaves dentro de uma mala cheia. Abre a porta da sua casa tradicional.

Ele despe o fato e coloca-o na sua lavandaria automática. Quando regressar, já estará lavado e passado sem esforço nenhum.

Ela retira as mercearias do saco. O pacote de farinha vem aberto e desfaz-se no chão da cozinha. Ela corre a comprar um novo, sem reparar nas pegadas que deixa pela casa.

Ele serve-se de um copo de whisky e põe luvas para comer um amendoim. Deixa cai-lo ao chão e entra em pânico. Respira de alívio ao vê-lo ser rapidamente aspirado.

Ela está à frente do fogão. O azeite espirra-lhe para o cabelo, o cheiro do refogado invade a casa.

Um cheiro a Jasmim informa-o que recebeu uma mensagem no telemóvel. Repara nas horas, é melhor começar a preparar-se. Deixa o copo sujo directamente na máquina de lavar.

Espirra com vontade quando, ao abrir o pacote, o tomilho lhe salta para o nariz. O pó verde espalha-se pela cozinha.

Veste uma roupa impecavelmente limpa, penteia-se, perfuma-se e sai.

Estende a toalha na mesa e repara numa nódoa de vinho. Põe a cesta de pão em cima. Ele não vai reparar..

Estaciona o mais perto possível da porta. Não suporta andar em ruas porcas.

Prova o tempero das azeitonas. Fica com um bocado da azeitona preso no dente. Olha para o relógio, já não há tempo para tomar banho..

Ele toca à campainha dela. Ela abre-lhe a porta sorridente.

Liberté - Egalité - Fraternité... um teste para monstros idealistas

Amanhã o vosso carro pifou, foi à vida, não tem remédio. É preciso comprar um carro novo e vocês visitam dois stands. O primeiro é da Opel e todos os carros que lá estão foram montados numa fábrica sediada em Portugal, por trabalhadores portugueses, e todos conhecemos as suas qualidades e...defeitos. O segundo é um stand novo, chinês, que apresenta a sua novidade. Carros com um design interessante, uma boa variedade de escolha de cores a um preço... entre 30 a 50% mais baixo que o Opel primeiro visitado. Se comprarem o carro chinês... ainda conseguem comprar aquele plasma que andam a namorar há meses...
O que é que escolhem?

segunda-feira, junho 19, 2006

SEMPRE A LEI DO MAIS FORTE

Downsizing
Processo de reestruturação que reduz bastante a dimensão da organização, sendo isso feito através da redução do número de níveis hierárquicos ou do abandono de negócios que não estejam relacionados com as core competencies. Normalmente, implica a redução do número de efectivos, de modo a controlar as despesas e rentabilizar ainda mais a empresa.

Monda de frutos
Vingamentos excessivos enfraquecem a árvore, afectando o desenvolvimento e crescimento dos frutos. Os frutos em desenvolvimento competem entre si. Reduzindo a carga de frutos pela monda estaremos a diminuir a competição entre os frutos favorecendo os calibres.

Este fim de semana, enquando me dedicava á monda de peras, comparava essa actividade com a engenharia financeira da moda – o downsizing – e concluí que ser mondador é muito fácil, mas quando se é pêra.................

PARABENS GARFIELD

Hoje é um dia especial para todos os apaixonados por gatos gordos e fanáticos por lasagna e pizza. Garfield faz hoje 28 anos. É quase trintão. Foi em 19 de Junho de 1978 que foi pela primeira vez publicada a banda desenhada do Garfield. Odie, o cachorro estúpido que o a companha está também de parabéns. Actualmente as suas histórias são publicadas em 2570 jornais de todo o mundo. E conta com uma longa metragem exibida e outra a caminho.

domingo, junho 18, 2006

CHUMBADO



Ele há alturas em que só pela extinção humana, voluntária ou involuntária, é que nós lá iamos...

Não nos chega ter-mos de enfrentar, todos os dias, os discursos prepotentes dos patrões, Estado ou chefe, a exigirem-nos mais produtividade, mais eficácia, mais concentração, tudo isto por piores salários e menos direitos... e quando até respondemos pela positiva, até somos um exemplo de sucesso, até admitimos abdicar de uns quantos direitos pela preservação do bem maior... e tudo continua a correr invariavelmente mal... Então... só apetece mesmo carregar na tecla "delete" e começar tudo de novo. E quando digo tudo, é mesmo tudo, começar do princípio ...
logo a seguir ao caos, que é afinal para onde nos deslocamos.

Podem perguntar-me: - porquê o desabafo? ( confesso que até nem gosto muito da palavra, mas foi a melhor que encontrei, no momento!)
Porque hoje, nem quando as pessoas se esforçam realmente, nem quando se empenham e se adptam, têm uma qualquer garantia de preservarem um direito, que todos nós, a tal humanidade, defendemos ao longo de séculos, o direito ao emprego.
E não pensem que sou da velha guarda, da defesa intransigente de empoeirados direitos sindicais.
Não. O que me chateia e muito é que à conta da "dita" globalização, promove-se o dumping social, eliminam-se com a maior leveza postos de trabalho e apagam-se sem qualquer remorso, vidas, vidas de pessoas.

O que a General Motors se prepara para fazer em Portugal foi já feito vezes sem conta noutros países, tendo se calhar, Portugal beneficiado com isso... mas é este o caminho que queremos? vale tudo desde que seja mais barato?

A macro economia, as multinacionais, até os nossos "merceeiros de bairro" certamente me responderão que sim... que este é o único caminho, para o qual não há desvios ou atalhos.
Eu quero acreditar que não... e por muito naíve que pareça ou reaccionário ou "fora deste tempo"... tenho uma proposta a fazer. Se a excelência (que até pode ser rara) do trabalho dos funcionários da OPEL da Azambuja não merece qualquer atenção, se as ajudas e subsídios que o estado português ofereceu à General Motors para aqui se implantar não merecem qualquer cuidado... então a General Motors passará perfeitamente sem consumidores portugueses... sem compradores de automóveis ou outros produtos da marca.
Será talvez um fraco protesto... sem repercussões económicas significativas... mas poderá ser pelo menos a expressão da nossa INDIGNAÇÃO.

P.S. - Não me esqueço que outras pessoas em Portugal dependem ou poderão depender da Opel, but...

LIVROS E MAIS LIVROS


Todos sabemos quem foi Gutenberg e o quanto importante foi a sua descoberta. Pode-se dizer que o seu nome continua a dar frutos interessantes para quem gosta de ler. Existe um projecto online, com o nome project Gutenberg, mais concretamente em http://www.gutenberg.org/, que disponibiliza para cima de 18 mil obras em mais de 40 línguas. Todas as obras são de download gratuito. Foram editadas à tempo suficiente para que os direitos de autor já não estejam em vigor. É ideal para quem tenha o desejo irresistivel de conhecer algumas das grandes obras literárias da humanidade. Vejam por exemplo " O Lusiadas "de Camões. Informação detalhada sobre o livro. Informação suplementar sobre o formato a descarregar, o peso do ficheiro e o site mirror P2P. Ou o caso do "Aline et Valcour, tome 1 ou le roman philosophique" doMarquês de Sade.
PS: este tem olhinhos, pois tem.

sábado, junho 17, 2006

HUMANOS OUT! OLHARAPOS IN!


Já se sabe que o ser humano é uma criatura muito "organizada". Ao mesmo tempo, é uma espécie muito criativa. É impressionante o número de instituições, organizações, partidos, movimentos, criados ao longo dos séculos. É uma forma de ajudar, de proteger, de criar e eventualmente de destruir. Por entre os movimentos mais recentes descobrimos este "Movimento de Extinção Humana Voluntária". Ao contrário do que pode parecer este é um movimento apoiado por pessoas que se preocupam com a vida na Terra. Não são um bando de misantropos anti-sociais, ou malthusianos desajustados, que morbidamente se deliciam sempre que um desastre atinge os seres humanos. "Nada poderia estar mais longe da verdade. A extinção humana voluntária é a alternativa humanitária aos desastres humanos", dizem eles. O principio base deste movimento está na possibilidade de escolher parar de procriar. "Assim a biosfera terrestre poderá voltar à sua primeira glória, e todas as criaturas restantes serão livres para viver, morrer, evoluir e talvez deixarem de existir. A ecologia terrestre terá sua boa saúde restaurada... à "forma de vida" conhecida por muitos como Gaia."
Bem vistas as coisas, talvez seja a oportunidade para aproveitar a extinção da humanidade e formar uma civilização de monstros simpáticos como nós. Olharapos "rule!" "No fear" e outras frases publicitárias......

quinta-feira, junho 15, 2006

Quem terá sido a besta que inventou o conceito de remake?

Seja quem for, trouxe consigo uma das marcas do armageddon cinematográfico. Juntamente com outra “cavaleira” do apocalipse, neste caso a feminina “sequela”, o uso cada vez mais recorrente do conceito apregoado com o nome de remake, confirmam a carência que percorre o cinema contemporâneo.
Não enquadro a adaptação literária, como terceiro membro de uma possível trindade ou trilogia demoníaca, porque exige outro tipo de teorização. Além disso é um tique que acompanha o cinema desde os seus primórdios, e muitas vezes com agradabilíssimos resultados. Mas essa é outra história...
O remake existe, porque há falta de boas ideias, a industria procura vitórias comerciais fáceis. E como o cinema já têm mais de cem anos, é muito mais cómodo plagiar fenómenos de passado sucesso. Nomeadamente, aqueles filmes que venceram devido à conquista de novos terrenos, desbravados entre as mentes do publico, cativando-o pela originalidade criadora. Mas como criatividade é cousa que definha nos meandros da industria, surgiu essa figura medonha que se pendura no clássico, com o intuito mesquinho de sugar a alma da obra antiga e vendê-la ao diabo.
E a novidade agora, é que já nem os filmes recentes se escapam, porque começou a moda dos remakes de filmes “estrangeiros” (fora dos EUA), que se destacaram em anos próximos.
O mais grave, é que os resultados poderiam ser interessantes, mas tudo menos isso. Apenas denotam que existe uma mediocrizarão fecundante, que tem vindo num crescendo galopar, a arrasar as salas de cinema com puro desperdício celulóidico.
A esta motivo, podia acrescentar mais 665 para crucificar esse ser maligno nomeado remake, mas não posso ... tenho um enviado de satanás a rosnar ao meu lado.

quarta-feira, junho 14, 2006

O FUTURO DO ENSINO EM PORTUGAL

Os professores querem avaliar os alunos.

Os pais dos alunos querem avaliar a avaliação que os professores fazem aos alunos.

O ministério quer que os professores avaliem os professores que foram avaliados pelos pais dos alunos que foram avaliados pelos professores.

Os sindicatos dos professores querem avaliar o ministério que quer avaliar os professores, através da avaliação dos professores que avaliaram os professores que foram avaliados pelos pais dos alunos avaliados pelos professores.

Não acham que é avaliação a mais para cada vez menos aprendizagem?

Imposições da vida..

- O que é que se passa? Estás com um ar tão sério..
- Não é fácil..o que tenho para te dizer...
- Estás a deixar-me assustado..
- Eu sei que tu e o Rui são amigos há muitos anos...
- ..desde sempre..
- Que já passaram por muitas coisas juntos..
- Opá..diz de uma vez..
- É que... não vais poder voltar a vê-lo..
- O que é que estás a dizer? (a angústia a subir e os olhos a ficarem humedecidos) O Rui..
- Não precisas ficar assim.. tens-me a mim..para o que for preciso..
- (de lágrimas nos olhos) Eu não acredito...como é que foi? Como é que estás tão calma?
- Sabes que nós já estávamos separados há algum tempo...
- (olha admirado para ela, respira fundo) O Rui ...morreu?
- Morreu? Não!! (ri-se) Que eu saiba ainda não..
- Então...estás a falar de quê?
- É que tu ficaste do meu lado no contrato de divórcio.
- ahn?
- Sabes como é...tivemos que dividir..ver o que ficava com um e com outro... e tu ficaste do meu lado..

terça-feira, junho 13, 2006

DINOSSAURIOS


O "flying circus " dos Monty Python também tem uma pré-história. Neste caso a série "do not adjust your set", editada este mês no nosso país,em DVD. Sketchs bizarros e surrealistas, satiricos e com um estilo muito próprio que viriamos a reconhecer como imagem de marca desta equipa excepcional. Já aqui Terry Gillian utilizava as suas famosas e estranhas animações como separador entre piadas, tendo algumas sido aproveitadas para a série seguinte "o circo voador dos Monty Python". A rever o excelente Captain Fantastic na sua luta infindável contra a sua arquinimiga Mrs. Black (Coffey).

segunda-feira, junho 12, 2006

Salvem a Internet

Embora seja muito céptica no que diz respeito ao que podemos fazer contra interesses financeiros de mega-empresas multinacionais, pelo menos, este poder ainda temos...

Ajudem a passar a palavra e juntem-se aos protestos..

domingo, junho 11, 2006

ELES ANDAM POR AÍ!

A marca automóvel Renault teve uma ideia genial. Aproveitando para relançar o seu modelo Kangoo, inspirou-se na carrinha do premiado filme de animação stop motion, Wallace and Gromit, e lançou o Renault Kangoo Wallace and Gromit. Seguindo a tradição do construtor de engenhocas, que a propósito da sua primeira longa metragem enfrenta o perigoso "coelhohomem", a marca criou um site ele próprio muito divertido. Visitem-no aqui. Com a estreia para breve do fime de animação 3D da Pixar "cars", talvez esta moda pegue e passemos a ter estradas muito mais "animadas". Talvez a moda também chegue cá.

sexta-feira, junho 09, 2006

Opus Dei

Um tiro ao lado.


Alguém diga ao sr nick cave (argumentista e compositor da banda sonora do filme The Proposition) que escrever para cinema não é escrever um poema. O Sr. até tem boas ideias, o filme é composto por uns ambientes interessantes e umas personagens com potencial, apoiadas por um elenco excelente. Tinha tudo para ser um “belo” filme, mas foi um tiro ao lado. E porque? Porque esta mal escrito; o enredo é trapalhão e inconsistente; e os motivos das personagens são mal definidos, devido a uma intenção de conflito moral totalmente falhada. E ainda por cima misturada de um certo misticismo bacoco.
Tudo isto porque o Sr Nick Cave é poeta não é argumentista. E não digo que os poetas não devam escrever filmes, mas primeiro aprendam como se faz. Mas humildade é o que mais falta no mundo, principalmente no mundo dos artistas. E já agora, Sr. “nick das caves” que banda sonora é aquela !? As musicas não são más, nem pouco mais ou menos, mas aquilo não é a banda sonora para um filme, porque se evidencia demasiado, não se mistura com as imagens, destaca-se delas, e esta dividido por faixas como se fosse um álbum. Sofre o mesmo problema do guião – a m a d o r i s m o .
Esta muito bem, que os poetas tenham ideias para filmes, mas deixem o trabalho dos profissionais para os profissionais. Ou então para os genuinamente intuitivos, que há poucos. PS: Atenção (para quem ainda tem vontade de ver o filme, porque mesmo assim vale a pena) à primeira sequência com o John Hurt, é genial.

quinta-feira, junho 08, 2006

Além de Bruto... é BURRO!!!

Faça-se luz !


Bom dia, boa tarde ou boa noite. Apresento-me como o ilustre kinder mecanique (espero que entendam o gracejo), e venho por este meio blogeniano dedicar umas linhas à escrita sobre cinema. Vão reparar por insistência, que o meu discurso vai ser critico no sentido original da palavra que significa dividir. Ora como os bons filmes não podem ser divididos porque consistem num todo perfeito, a minha critica (divisão) vai-se dirigir aos filmes imbecis (palavra favorita no dicionário), medíocres ou intragáveis. Mas acreditem que este discurso, ao contrário do que possa parecer, não é de modo algum derrotista, porque como diria o nosso amigo Lauro António “é com os maus filmes que se aprende”. Aguardem noticias minhas ...

Burlas Telefónicas

O telefone tocou. Chamaram pelo meu nome e com um imenso entusiasmo anunciaram que só por ser quem sou, tinha sido premiada com uma viagem à volta das estrelas. Embora desconfiada, fiquei curiosa..e lá fui... Mal cheguei, encaminharam-me para uma geringonça estranha – isto é seguro? – perguntei. Antes de ouvir resposta aquilo começou a tremer, a tremer e olhem, quando dei por mim, tinha deixado a Terra, saído de trajectória e aterrado num planeta que não correspondia a nenhuma das descrições que tinha ouvido na escola. Antes de pensar em como havia de regressar, já estava rodeada por mais de vinte criaturas que nem sei como descrever. Não eram, nem muito magras, nem muito gordas, nem muito altas, nem muito baixas e nem vos sei dizer se eram bonitas ou feias...simplesmente, eram. O pior, é que não percebiam nada do que lhes dizia – Ajuda?!? Terra?!? S.O.S – gritei. Nem sei se acharam que era maluca pois não consegui ler absolutamente nada naquelas criaturas...eram totalmente inexpressivas. Ainda agora me pergunto o que é que me levou a sentir-me ameaçada mas, entrei em pânico e desatei a correr, encontrei uma porta e saí, esbarrando lá fora com uma cara sorridente - Ah! alguém com expressão - suspirei de alívio e ouvi-a perguntar como iria pagar o novo equipamento de realidade virtual da marca tal, que tinha acabado de adquirir, ao realizar a viagem. Bolas! Como é que eu não percebi...

quarta-feira, junho 07, 2006

JÁ AGORA...


Na sequência do anterior Post recomendo futebol e sexo.

A TÉNUE VIRILIDADE DE PORTUGAL









Quando passar o Mundial, qual será a excitação seguinte?

E se ele correr mesmo mal?

terça-feira, junho 06, 2006

TODA A VERDADE SOBRE DAN BROWN

Depois de tantas edições sobre a verdade por detrás do "Código Da Vinci", os segredos da obra de Leonardo e outros escritos sobre a descendencia de Jesus e Maria Madalena, eis que um Português teve a ideia que faltava. Algo que ainda ninguém se tinha lembrado. E se o próprio livro de Dan Brown tivesse segredos escondidos? Frederico Duarte Carvalho escreveu e editou "A mensagem Brown", onde descortina informação escondida no livro em análise. Nomes repetidos em páginas chaves, números repetidos, somas que apontam páginas especiais, sequencias de palavras que revelam mistérios. Diz o autor, "uma curiosa sequência matemática contida no livro". Um exemplo; " a viagem do arcebispo Aringarosa sobre o Atlântico termina no capitulo 22, e somando o 5 , 10 e 22 (sequência Fibonacci) vamos para o capitulo 37 onde o Santo Graal aparece pela primeira vez".
Frederico D. Carvalho encontra indicios de que o guardião do Santo Graal de Cristo poderá ser Portugal. O próprio selo de validação de D. Afonso Henriques contém o nome "Portugral". Preciosidades como esta encontram-se nesta "pérola" da investigação nacional. Terá tido apoios do estado? Irá o ICAM financiar o filme do livro?!!!!!!

COISAS DE NÚMEROS

E eis que finalmente chegou o fatídico dia. Dia seis de Junho de 2006. SIM, o número da besta 06/06/06. O tipo a quem colocaram um par de cornos, e a quem lhe deram um número de telefone fácil de decorar; 666. Diabólico. Terrifico, especialmente para quem teve de acordar hoje às 06 horas e 06 minutos (acordar cedo é sempre uma coisa do demo).

A propósito de números, um matemático famoso publicou uns calculos relativamente ao Euro milhões, que talvez deixe os apostadores algo desanimados. A probalidade de um apostador ganhar o primeiro prémio no Euro milhões é equivalente a, ao jogar dois dados, lhe sai a mesma soma de pontos em 78 vezes seguidas. Eu ando a treinar. Já consegui trés vezes seguidas. Talvez seja mais fácil vender a alma ao diabo!

Sinais

Ao sair de casa, pisei merda de cão... será isto um sinal?

segunda-feira, junho 05, 2006

Upsssss!!!!!

Que era monstra já eu sabia...agora uma monstra vilã? ...do lado dos maus? ...isso é que foi uma verdadeira surpresa... Depois do desafio canino, querem saber que raça de superpoderosos davam? Vão experimentar... e depois fazfavordecontar.. tenho cá para mim que ainda vamos ter por aí uns duelos interessantes ;)

You Are Mystique

Sneaky and duplicitous, you're likely to use your powers for evil.
You're eternally young looking, people don't realize how old you really are!

Powers: Shapeshifting - you can impersonate other people or become a monster

4OLHARAPOS SEMPRE NA FRENTE


Tudo indica que o conteúdo do nosso blog começa a influenciar a vida nacional: FOI PROPOSTO O DIA NACIONAL DO CÃO !

http://sic.sapo.pt/online/noticias/vida/20060601+-+Criar+o+Dia+do+Cao.htm

sexta-feira, junho 02, 2006

MUNDO CÃO

Não há dúvida que este mundo cada vez está mais cão. Por isso prefiro não cortar o cabelo e assim, sempre vão havendo algumas coisas que não tenho que ver.

Komondor? Que raio de nome.

quinta-feira, junho 01, 2006

MAGNETO RENASCIDO


Ainda agora surgiu o filme X-men3, confronto final, e já se fala na prequela da trilogia que agora termina, e que terá o nome de Magneto. John Bruno, responsável pelos efeitos especiais de X-men3, afirmou que Ian Mckellen irá reaparecer no novo filme, como Magneto.A equipe será provávelmente a mesma desta ultima pelicula. Entretanto x-men 3 está a portar-se muito bem em termos de bilheteira. Ao fim de cinco dias, só foi ultrapassado em espectadores, por Star Wars III, Spider men 1/ 2 e Matrix reloaded. A cura para o factor X ainda está muito distante.

COM ESTRONDO

Tanto se fala em terrorismo nos dias de hoje, torres em chamas, explosões de aviões, raptos e guerra. Nada de novo, portanto. A 1 de Junho de 1943 um avião civil que efectuava o percurso Lisboa-Londres é abatido pelos alemães no decurso da Segunda Guerra Mundial, matando todos os passageiros, incluindo o actor Leslie Howard. Nestes tempos também nós estavamos envolvidos ao barulho. Agora, só os Timorenses se lembram de nós. Afinal como "pertencemos" a Espanha, o terrorismo sempre prefere explodir alvos em Madrid, a capital!