quarta-feira, maio 03, 2006

O Gosto dos Outros


Numa sessão de curtas premiadas no Indie, pensei na diferença abismal de qualidade que, salvo raras excepções, ainda existe entre os nossos trabalhos e os dos outros. Admirei a coragem de alguns espectadores que simplesmente se levantaram e abandonaram a sala a meio de uma curta portuguesa..
Toda a gente sabe que trabalhos verdadeiramente tortuosos para os espectadores continuam a ser subsidiados e premiados, enquanto sabe-se láquantosoutros ficam na gaveta pelo medo enorme que em Portugal ainda se tem de fazer um filme que, imagine-se, vá realmente ao encontro do gosto do espectador.
Essa sessão também me trouxe algumas surpresas muito agradáveis, como o trabalho de animação “Never like the First Time” de um senhor sueco que se chama Jonas Odell e que podem ficar a conhecer melhor aqui.