segunda-feira, abril 03, 2006

DIA 1 AO TERCEIRO DIA

Com ou sem aranhas, com ou sem olharapos, o dia das mentiras tem uma génese curiosa. Passo a citar:
"Tudo começou em 1564, quando Carlos IX, rei de França, por uma ordonnance de Roussillon, Dauphine, determinou que o ano começasse no dia primeiro de janeiro, no que foi seguido por outros países da Europa. É claro que, no início, a confusão foi geral, de vez que os meios de comunicação ainda eram inexistentes. Não havia rádio, televisão, nem mesmo o jornal, pois a invenção da imprensa, por Gutenberg, só aconteceu muitos anos depois. Antes de Carlos IX determinar que o dia primeiro de janeiro fosse o começo do ano, este tinha início no dia primeiro de abril, o que resultou ficar conhecido como o Dia da Mentira., por força das brincadeiras feitas com a intenção de provocar hilaridade. Surgiram, então, as brincadeiras (que os franceses denominavam de plaisanteries) em todo o mundo, como a da carta que se mandava por um portador destinada a outra pessoa, na qual se lia o seguinte: "Hoje é primeiro de abril. Mande este burro pra onde ele quiser ir". Hoje os franceses continuam uns brincalhões, basta ver esta história do contrato primeiro emprego!

2 Comments:

Blogger passarola said...

Já estava a sentir falta do teu apontamento didáctico... já andava para aqui novela a mais e efeméride a menos... Brincalhão também é o monstro que te pôs a tarântula na cama... já estou a ver... eh! eh! brincadeira de 1 de Abril! 1 de Abril...eh, tarântula larga o monstro..uppsss!!!

1:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

este num tem olhitos?
gosto tanto dos olhitos...

10:38 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home