sexta-feira, março 10, 2006

Sempre que o homem quiser

E cá estamos novamente, amigo leitor, para mais uma edição das nossas entrevistas com memória. Hoje temos aqui connosco o Dr. Pedro Natal, 32 anos, com uma brilhante carreira política pela frente.

- Dr. Pedro...
- Ora, trate-me por Natal, é assim que sou conhecido...

- Concerteza Natal, sendo assim avançaria já para a primeira pergunta. Está preparado, Natal?
- Sim.

- Quando oferece um presente, pode-se dizer que é um presente de... Natal?
- S-sim...

- ...
- ...

- Mesmo no mês de Maio?
- S-sim...

- ...
- ...

- ... Não acha estranho?
- ...

- ... Bem, vamos então avançar para a próxima pergunta. Foi recentemente eleito deputado, isso deixou-o feliz, Natal?
- ...

- A sua mulher está grávida do seu terceiro filho,...
- Sim, é verdade, vai nascer daqui a 2 semanas, mais dia menos dia...

- Considera-se então um bom pai, Natal?

2 Comments:

Blogger olharapo said...

Ser pai (e) Natal é sempre que o homem quiser.

11:05 da manhã  
Anonymous primo do adamastor said...

e como estamos numa época de igualdade de direitos, também quando uma mulher quiser

8:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home