sexta-feira, março 17, 2006

Fui alvo de uma OPA

Não, não é dessas OPAs em que estão a pensar, porque também não acho que exista alguém interessado em ser dono de um monstro.

A OPA de que fui alvo, foi de uma Oferta Pública de Assassinato.

Sim senhor. E com requintes a que nem as PT's nem os BPI's, se mostram merecedores.

Enquanto os promitentes compradores dessas empresas ainda não mostraram em cash, os meios através dos quais pretendem levar a cabo as suas OPAs, o meu avançou logo com os seus, na sua apresentação ao Presidente do Conselho de Administração da minha Vida - a minha esposa.

Consistiam esses meios, numa ponta e mola (de dimensões apreciaveis de acordo com a descrição) mais um explosivo, supostamente uma granada. Nada mais nada menos, o que faz supor um certo requinte, pois o modu operantis, sugere influências culinárias da área do perú recheado. Primeiro abre-se, depois recheia-se e BUUUUMMMMM.

Pela descrição acima compreenderam o meu orgulho de estar, pelo menos, ao nível das maiores empresas de Portugal.

Ainda não sei é se a devo considerar hostil ou amigável.

No entanto não sou egoísta. Se também tiverem vontade de ser objecto de uma OPA, apresento a receita:
Enviem uma carta (delicada como a minha, porque se for insultuosa, pode acontecer que o proponente salte a fase da oferta e actue logo) á Administração do prédio onde vivem, a pedir a justificação técnica que explique porque é que têm de pagar umas reparações efectuadas na vossa casa, que supostamente seriam da responsabilidade da Administração. De preferência, o Administrador deverá ser um sexagenário, com alguma artereoesclerose, boa pessoa mas facilmente influênciavel por outros sexagenários, com nuito mais artereosclerose e não tão boas pessoas.


E pensar que ontem estava a considerar fazer um Post sobre a violência no Iraque!!!!!!!

3 Comments:

Anonymous primo do adamastor said...

OPÁ| ISSO DA OPA PODE SER GRAVE.

3:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

eles andem aí...

5:29 da tarde  
Anonymous manelito said...

mas esta história das opas ker dizer o k? Eles falam falam mas não o s vejo fazer nada. K?

2:19 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home