quarta-feira, fevereiro 08, 2006

VERDE DE INVEJA


Afinal não basta ter sorte. Tem que se ser merecedor(a) dela.
Segundo uma teoria ouvida de passagem, os vencedores de jogos de sorte e azar tipo Euromilhões, quando o prémio é de um montante digno de capas de jornais e directos televisivos, devem ser submetidos a testes que desvendem da sua competência para merecerem o prémio que lhes foi atribuído, apenas de uma forma preliminar, através da lei das probabilidades.

De acordo com a referida teoria, proferida com a maior das convicções, os vencedores do último sorteio, a quem foram atribuídos prémios no montante de cerca de 10 milhões de Euros, deveriam ser submetidos a uma bateria de testes que verificassem se eles tinham consciência do que representa tal quantidade de dinheiro. Caso se verifique da sua incompetência para auferir de tal montante, o sorteio deve ser declarado nulo e o prémio passava ao concurso seguinte, assim sucessivamente até se encontrar um vencedor competente.

Desconfio que a presente teoria tenha por detrás, a secreta intenção do seu autor assim aumentar as possibilidades de ser contemplado na 1ª fase do concurso – acertar nos números que lhe permitissem ser submetido á bateria de testes de competência – pois ao mesmo tempo que expunha a sua ideia, ia perguntando aos seus interlocutores se eles tinham a noção do que eram 10 milhões de Euros, acrescentando de imediato: EU SEI !!!

2 Comments:

Anonymous minus said...

invejoso

9:20 da manhã  
Anonymous riquinho said...

eu ganhei o euro milhões mas sou timido......

10:01 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home