sexta-feira, fevereiro 17, 2006

Penas de um casamento II - a revolta

Já percebi que ter um filho é mau, mas e se forem vários? Nesse caso é preciso gerir os interesses de vários terroritas em simultâneo, é o mesmo que meter o Bin Laden, o Bush e o Napoleão dentro do mesmo armário.

Há dois tipos de irmãos: os inseparáveis, aqueles que fazem tudo juntos e são os melhores amigos do mundo, e depois há os outros: os que se pegam por tudo e por nada e depois vêm a chorar dizer que não são felizes, que a vida é um injustiça. Alguém tem que explicar aos putos que os pais não querem saber de justiça... estão preocupados com valores muito mais altos: a paz, o sossego... e saber quando é que volta a dar o anúncio da pluma.

No meu tempo, que éramos educados com o método do bico do sapato (muito eficaz, um dia explico) não havia este tipo de problemas, se um dos meus irmãos começava a chorar, o meu pai aparecia e levávamos todos com a mesma justiça...

Esta noite tive um sonho... sonhei que a minha mulher tinha tido um bébé... um lindo bébé com 10 dedos nas mãos e 10 dedos nos pés... só que o médico era estagiário, esqueceu-se de cortar o cordão umbilical e a minha mulher andava com o petiz na rua como se fosse um cão pela trela.

1 Comments:

Anonymous primo do adamastor said...

tens de começar a escrever novelas para a tvi. O jeito para o drama familiar está no sangue caro mandrulho.

3:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home