segunda-feira, fevereiro 06, 2006

O CHOQUE JÁ SE SENTE




Numa recente deslocação ao tenebroso mundo da função pública, verifiquei com os meus quatro olhos que o choque tecnológico já se faz sentir.

É uma realidade que a introdução das novas técnologias estam a revolucionar o funcionamento das nossas repartições públicas, libertando cada vez mais postos de trabalho e permitindo uma renovação das anteriores metodologias de ripanço (....???)

Agora, em vez de se deixar o casaco nas costas das cadeiras para se dar a ideia que se está, mas que por momentos nos tivemos que ausentar por breves momentos (entre 30 a 45 minutos), para tratar de qualquer assunto de suprema importância, agora basta deixar paralizado sobre o posto de trabalho o indicador de nº de senha de chamada, assim nos odendo ausentar sem perigo de apanhar um resfriado.

E que dizer da utilização dos computadores. Essa nova técnologia permite que três ou quatro funcionários se aglomerem num mesmo posto de trabalho, a pretexto de mutuo esclarecimento acerca do preenchimento on-line de um qualquer formulário, sem que tenham de passar a vergonha de alguém pensar que estam a discutir as últimas evoluções internacionais da crise atómica do Irão ou do escandalo dos cartoons do Profeta (Maomé, não estou a falar do outro grego de nome Socrates!) , isto porque considero calumia quando dizem que o funcionalismo público apenas fala de telenovelas e futebol, conforme o sexo.

Fiquei especialmente comovido com a referida solidariedade entre colegas, pois me confidenciaram que assim evitavam percas de tempo extra-laborais, em acções de formação promovidas pelo outro Profeta (agora é o de nome grego) e pelo benemérito universal Bill Gates, nem faziam perder tempo aos filhos conforme um me demonstrou com as imagens anteriores:

3 Comments:

Anonymous primo do adamastor said...

bem vindo de volta caro olhjarapo

10:46 da manhã  
Anonymous riquinho said...

choque foi o ke me aconteceu no outro dia na avenida de brasilia. E a culpa não foi minha. era o Sócrates que conduzia o camião que me causou o infortúnio

10:58 da manhã  
Anonymous p. said...

não assinei a petição de elevação do Português a lingua oficial na ONU, quero eu dizer, não sou uma acesa defensora da minha lingua, mas..cuidado com os erros ortográficos...leiam as coisas antes de as pôr on-line e usem os tecnológicos dicionários digitais dos computadores.. O erro não ofende mas dói.. :-)

11:51 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home